Fale Conosco

Projeto de Cabeamento Estruturado: Outros Serviços e Convergência

O Cabeamento Estruturado ao longo de sua evolução mostrou-se apto a transportar mais sinais de comunicação além dos triviais voz e dados. Hoje grande parte dos sistemas de automação, controle e segurança podem usar esse sistema para fazer suas conexões físicas.  Os motivos que levaram ao Cabeamento acomodar mais sinais de comunicação são basicamente dois:

Padronização: o Cabeamento Estruturado é bem padronizado e suportado por normas desde 1990 e os profissionais que trabalham na área conhecem valores, termos e limites corriqueiramente. Isso fez com que as instalações crescessem com bom grau de qualidade, capacidade e equivalência.

Superdimensionamento: um dos principais desafios do Cabeamento Estruturado é a longevidade. Nesse caso longevidade não significa durar muito tempo, mas sim acomodar durante sua vida útil novas aplicações, velocidades de redes, etc. O que parece ser superdimensionamento no momento da instalação mostra-se adequado ao uso futuro, protegendo o investimento e minimizando gastos com mudanças. Essa característica permitiu que sinais de baixa velocidade e banda fossem facilmente acomodados principalmente em cabos de pares trançados.

Paralelamente a   esses   dois   fatores   que   impulsionaram a convergência em nível físico (diferentes protocolos, codificações e tipos de transmissão analógicos e digitais no mesmo tipo de cabo) ocorre outro fenômeno que promove a convergência em nível lógico e assim acelera o uso de múltiplos serviços sobre o Cabeamento Estruturado. É conhecido como “Tudo sobre IP” e é tão acelerado como a evolução da Internet. Telefones e Câmeras IP hoje são muito comuns e os sistemas de automação como sensores e controladores evoluem no mesmo sentido. Para o Cabeamento Estruturado que desde sempre executa conexões Ethernet e IP (hoje ambas se confundem apesar de estarem em camadas diferentes) essa mudança é transparente.

Um bom projeto de Cabeamento Estruturado hoje contempla não somente os sinais de voz e dados, mas também câmeras de CFTV (analógicas ou IP), pontos de acesso de redes sem fio (Wi-Fi), controles de acesso e sensores, sistema de iluminação e ar-condicionado entre outros. Os sinais de vídeo, que são exigentes para sua transmissão e eventualmente não podiam ser atendidos pelo cabeamento estão sendo integrados na medida em que os meios possuem mais largura de banda e ao mesmo tempo o processo de transporte sobre IP se materializa.

E-book gratuito:

Infraestrutura de TI e Cabeamento Estruturado: Por que são importantes para sua empresa?

Compartilhe!
57

Posts Relacionados

plugins premium WordPress

Identifique-se

Insira seus dados abaixo para acessar a Calculadora Laserway